Skip to main content
Agriculture and rural development

Asperges du Blayais IGP

A indicação geográfica protegida (IGP) assegura que pelo menos uma das fases de produção, transformação ou preparação ocorre na região definida.

Origens

Campo de espargos em linhas cobertas com filme plástico. © APBA
Campo de espargos em linhas cobertas com filme plástico. © APBA

Asperges du Blayais IGP designa uma gama de variedades de espargo branco ou roxo produzidas em municípios específicos localizados nos departamentos franceses de Gironde e Charente-Maritime. Em 2015, obtiveram o estatuto europeu de indicação geográfica protegida.

Mapa da região de Blayais, França

Os espargos Asperges du Blayais IGP são produzidos e colhidos no sudoeste de França, na margem direita do estuário do rio Gironde, bem como em alguns locais um pouco mais para o interior, numa área também conhecida como região de Blayais. As terras que circundam o estuário constituem o ambiente natural específico para a cultura da vinha nas colinas argilosas e dos espargos nas terras baixas arenosas. As características e sabor requintado deste delicado legume devem-se à sua região de origem.

A pele fina do espargo, a ponta muito cremosa no palato e a haste macia e muito pouco fibrosa resultam da composição do solo arenoso do Périgord. O índice médio de areia por parcela é superior a 75 %. Esta areia caracteriza-se pela sua cor preta, sinal de grande riqueza em matéria orgânica; é muito fina e aquece rapidamente.

Para além deste meio naturalmente drenado e temperado, o clima, fortemente influenciado pelo oceano e pela proximidade do estuário do Gironde, constitui uma vantagem. As condições meteorológicas são ideais para o rápido crescimento durante a época do espargo, com temperaturas muito suaves a partir de março e precipitação regular entre março e junho. O clima ameno favorece também a cultura precoce e reduz o amargor natural do legume.

Os espargos são colhidos à mão, diariamente entre abril e junho. © APBA
Os espargos são colhidos à mão, diariamente entre abril e junho. © APBA

A textura tenra e o sabor suave dos Asperges du Blayais IGP são atestados pela divisa francesa «De la pointe au talon tout est bon!» (De ponta a ponta é tudo bom), utilizada há várias gerações para descrever esta iguaria. A qualidade dos Asperges du Blayais IGP faz com que a sua reputação ultrapasse largamente a área delimitada em que são cultivados: são comercializados em toda a França, mas também na Europa, na China e no Japão.

Produção

Para produzir os Asperges du Blayais IGP, são utilizadas as seguintes variedades cuidadosamente selecionadas: Andreas, Avalim, Cumulus, Darbella, Dariana, Darlise, Emma, Eposs, Grolim, Gynlim, Herkolim, Obelisk, Orane, Ramada, Rambo, Rapsody, Ravel, Thielim, Vilmorin 26, Vilmorin 31 e Vitalim. Podem ser introduzidas novas variedades, desde que respeitem os elevados padrões de qualidade estabelecidos para este produto.

Hoje em dia, as práticas de cultivo dos Asperges du Blayais IGP utilizam sistematicamente a amontoa, que permite preservar a sua cor branca. Esta prática pode ser acompanhada pela cobertura dos montes, que otimiza as vantagens do clima.

asperges-du-blayais-verti01.jpg

A cor dos Asperges du Blayais IGP é determinada pela ponta. Nos espargos brancos, a ponta é branca, sendo rosada a roxo/púrpura nos espargos roxos. O turião restante é branco em ambos os casos, admitindo-se um ligeiro cambiante rosado.

A qualidade do produto é atestada por vários elementos aparentes nos Asperges du Blayais IGP. Em primeiro lugar, a ponta é compacta e o turião apresenta-se bem formado, nem oco nem partido e isento de fendas, por vezes ligeiramente encurvado. O comprimento das pontas de espargo é inferior a 12 cm, o dos espargos curtos varia entre 12 e 17 cm e o dos espargos longos é superior a 17 cm. O comprimento máximo é de 22 cm. O diâmetro mínimo, medido na secção a meio do comprimento, é de 12 mm.

A triagem permite selecionar apenas os exemplares de turião branco e ponta branca ou roxa e grande calibre, garante de exemplares tenros. É dada especial atenção aos riscos de dissecação e às operação de lavagem, triagem e refrigeração em condições de humidade regulada. Efetivamente, para que o espargo seja tenro é essencial que se apresente fresco e que mantenha a sua humidade natural. Entre a colheita e a refrigeração não devem nunca decorrer mais de 10 horas. A armazenagem antes da expedição ou do acondicionamento ocorre obrigatoriamente em câmara refrigerada húmida (teor de higrometria superior a 80 %, temperatura compreendida entre 2 °C e 7 °C).

Estuário do Gironde
A margem direita do estuário do rio Gironde possui o clima ideal para o cultivo dos Asperges du Blayais IGP. © APBA

A pelagem, manualmente ou com dispositivo automático, é facultativa e processa-se depois da triagem. Ao contrário da pelagem e da embalagem, a triagem dos Asperges du Blayais IGP deve ocorrer no local de produção.

Mais informações

Asperges du Blayais IGP – especificações jurídicas

Indicação geográfica protegida

Alimentos e bebidas de qualidade em toda a Europa