Skip to main content
Agriculture and rural development

História

As vinhas e a vinificação foram introduzidas na França moderna pelos gregos antigos, mas o enorme crescimento do setor vitivinícola de Bordéus pode ser atribuído à evolução política na Idade Média e à influência de uma mulher notável, Eleanor da Aquitânia.

Depois de um primeiro casamento com o Rei de França e devido ao facto de a união não ter produzido um herdeiro, o casamento foi anulado e Eleanor da Aquitânia casou-se com Henrique de Anjou, futuro rei de Inglaterra. Este romântico jogo de dança das cadeiras fez com que Eleanor estivesse envolvida em múltiplas intrigas e em duas tentativas de rapto, tendo até feito uma tentativa falhada para derrubar o marido e se apoderar do trono em nome do filho!

A história de Eleanor inspirou numerosos cineastas de Hollywood (Katharine Hepburn ganhou mesmo um Óscar com a sua interpretação de Eleanor), mas mais importante é o facto de ter também proporcionado aos exportadores de vinhos de Bordéus um monopólio lucrativo de exportação para Inglaterra. O comércio de vinhos da Aquitânia natal de Eleanor prosperou e verificou-se uma grande expansão do número de vinhas na zona de Gironda. Todavia, esta explosão foi de curta duração, uma vez que, com a transferência da Aquitânia para controlo francês após a Guerra dos Cem Anos, o comércio com a Inglaterra declinou.

Apesar dos contratempos, os vinhos de Bordéus conseguiram descobrir formas de prosperar. Nos séculos seguintes assistiu-se ao estabelecimento de novas relações comerciais com os Países Baixos e as cidades mercantis do Báltico. Atualmente, os vinhos de Bordéus são exportados para mais de 150 países em todo o mundo.

As garantias de qualidade desempenharam um papel importante na consolidação da reputação internacional destes vinhos. Em 1855, a França acolheu a Exposição Universal, atraindo mais de cinco milhões de visitantes de todo o mundo. A fim de proteger a reputação dos vinhos de Gironda por ocasião desta enorme exposição, Napoleão III promoveu um novo sistema de classificação para atestar a excelência dos vinhos de Bordéus. Este sistema continua em vigor e, em 1973, foi complementado com a atribuição aos vinhos de Bordéus do estatuto de Denominação de Origem Protegida (DOP), que contribui para proteger melhor a reputação internacional dos vinhos de Bordéus, reconhecendo as suas características únicas e a sua importância a nível local.

Produção

A zona vitivinícola de Bordéus está localizada nas margens do estuário dos rios Gironda e Dordonha, estendendo-se desde a costa atlântica até cerca de 100 km para o interior. Os solos de saibro arenoso oferecem condições de cultura ideais para as vinhas e as temperaturas amenas favorecem um crescimento vigoroso. É este meio (também designado terroir) que dá aos vinhos de Bordéus a sua riqueza, visto que permite cultivar numerosas variedades de vinhas. Os vinhos de Bordéus protegidos englobam variedades de vinhos tintos, brancos e rosados e uma vasta seleção de castas, embora para a produção de vinhos tintos a mais comum seja a casta Merlot e para a produção de vinhos brancos as castas Sauvignon Blanc ou Semillon.

O trabalho nas vinhas de Gironda começa em outubro e continua todo o ano. Começando com a lavra no outono, o produtor vitivinícola procede depois cuidadosamente à poda das vinhas durante os meses de inverno a fim de assegurar uma colheita consistentemente de alta qualidade.

Com a chegada da primavera, as vinhas renascem e brotam novos rebentos e folhas. No entanto, é no final da primavera e no verão que os conhecimentos adquiridos ao longo de gerações começam a revelar-se. Os viticultores selecionam cuidadosamente os ramos que produzirão uvas de qualidade, mondando os cachos não maduros na chamada «poda em verde», a fim de garantir a elevada qualidade das uvas restantes e de testar as uvas para determinar o momento ideal da vindima. Quando estão maduras, as uvas são colhidas, esmagadas e fermentadas para a sua transformação em vinho.

Mais informações

DOP «Bordeaux» — ato jurídico

Denominação de origem protegida

Alimentos e bebidas de qualidade em toda a Europa