Ir para o conteúdo principal
Agriculture and rural development

Geraardsbergse Mattentaarten IGP

A indicação geográfica protegida (IGP) garante que pelo menos uma das fases de produção, transformação ou preparação tenha lugar na região.

História

Antes da era da refrigeração, quando apenas as pessoas muito ricas ou os mosteiros tinham acesso ao gelo, a conservação do leite era uma preocupação fundamental. Uma das formas mais fáceis de o conseguir era produzindo queijo. No entanto, sobrava com frequência um subproduto: o soro de leite. A Geraardsbergse Mattentaarten, especialidade flamenga à base de requeijão embrulhado em massa, foi criada para, simultaneamente, armazenar e transformar o soro de leite para utilização posterior.

A exemplo do que acontece com a maioria dos produtos agrícolas, provavelmente nunca se saberá quem descobriu este método de conservação único, sendo contudo certo que, de acordo com a história escrita mais recente da Geraardsbergse Mattentaarten, a qualidade era uma preocupação fundamental. Em 1665, a população de Geerardsbergen estabeleceu novas regras que obrigavam a que a Mattentaarten vendida na cidade tivesse determinada qualidade. Os apreciadores desta tarte ultrapassaram mais uma etapa em 1752, quando a imperatriz austro-holandesa Maria Theresa ratificou as normas de qualidade que conferem à Geraardsbergse Mattentaarten um selo de aprovação real.

Esta tradição de salvaguarda da qualidade desta tarte manteve-se na era moderna. Em 1978, nasceu a Irmandade de Geraardsbergse Mattentaarten. Empenhada na proteção desta especialidade local, a irmandade desempenha um papel fundamental na verificação de que as tartes são produzidas exclusivamente com requeijão («mat») de alta qualidade. Desde 1980, a história e os sabores únicos da Geraardsbergse Mattentaarten foram marcados com a sua própria data comemorativa. No final do mês de abril, os membros da irmandade constroem uma padaria plenamente operacional no largo da cidade para mostrar aos habitantes da zona e aos visitantes a forma de preparar esta especialidade única, garantindo assim que as suas tradições se mantêm vivas.

Produção

O ingrediente principal da Geraardsbergse Mattentaarten é, como o próprio nome indica, um tipo de requeijão («mat»). A Mattentaarten é preparada com leite cru fresco, manteiga caseira e, eventualmente, um pouco de vinagre. Todo o leite deve ser produzido na cidade de Geraardsbergen ou no município vizinho de Lierde.

As tartes propriamente ditas são confecionadas com requeijão («mat») finamente moído, ovos, açúcar e massa folhada, podendo, consoante a receita, levar extrato de amêndoa. Primeiro coloca-se a preparação à base de requeijão sobre uma camada de massa folhada, que constitui a base da tarte, recobrindo-se depois com uma segunda camada de massa, para formar a parte superior, a que se junta uma fina capa de ovo. As tartes ficam assim prontas para serem levadas ao forno. As tartes são confecionadas por padeiros da região, mas podem ser congeladas antes de cozidas, garantindo assim que a verdadeira Geraardsbergse Mattentaarten pode ser levada ao forno e degustada em qualquer parte do mundo.

Mais informações

Geraardsbergse Mattentaarten IGP - ato jurídico

Indicação geográfica protegida

Alimentos e bebidas de qualidade em toda a Europa

Eventos

  • Exposições
  • Sexta-feira, 26 de julho de 2024, 09:00 - Segunda-feira, 29 de julho de 2024, 18:30 (CEST)
  • Libramont-Chevigny, Belgium
  • Evento externo